terça-feira, 6 de novembro de 2007

O filho que eu quero ter

É comum a gente sonhar, eu sei
Quando vem o entardecer
Pois eu também dei de sonhar
Um sonho lindo de morrer

Vejo um berço e nele eu me debruçar
Com o pranto a me correr
E assim, chorando, acalentar
O filho que eu quero ter

Dorme, meu pequenininho
Dorme que a noite já vem
Teu pai está muito sozinho
De tanto amor que ele tem

De repente o vejo se transformar
Num menino igual a mim
Que vem correndo me beijar
Quando eu chegar lá de onde vim

Um menino sempre a me perguntar
Um porquê que não tem fim
Um filho a quem só queira bem
E a quem só diga que sim

Dorme, menino levado
Dorme que a vida já vem
Teu pai está muito cansado
De tanta dor que ele tem

Quando a vida enfim me quiser levar
Pelo tanto que me deu
Sentir-lhe a barba me roçar
No derradeiro beijo seu

E ao sentir também sua mão vedar
Meu olhar dos olhos seus
Ouvir-lhe a voz a me embalar
Num acalanto de adeus

Dorme, meu pai, sem cuidado
Dorme que ao entardecer
Teu filho sonha acordado
Com o filho que ele quer ter
-------------------------------
Vinícius de Moraes, o nosso poetinha (que entre outras qualidades era Botafoguense).
Essa aí é uma de suas mais lindas poesias na minha opinião (depois de Operário em Construção e Rosa de Hiroshima) e que, de certa forma, combina com a crônica escrita no post abaixo.
-
Essa poesia de Vinícius foi lindamente musicada por seu eterno parceiro Toquinho e gravada por ele em disco, mas a minha versão preferida é a de Chico Buarque de Holanda (na foto, com seu compadre Vinícius) no disco Sinal Fechado (1974).
-
Quer ouvir? Clique AQUI.

2 comentários:

Tânia disse...

Parabéns Jovem Vovô. Assim é a vida: terna e eterna. E como vc é leitor e admirador da filosofia, cito a obra de Nietzsche, o "Eterno Retorno" (somos terrivelmente e deliciosamente condenados à Vida). Leia ou releia.
Esqueça a morte. Ela não existe. Agora mais do que nunca haraquiri não combina com um Samurai Grego da Amazônia. Ainda mais agora que vem chegando o J. Ninos II ou III?
Viva a Vida

Anônimo disse...

Gianni gia soy o FOTIS TZORTZIS eimai. O odontiatros poy soy ekane kapote ta dontia stin Ellada. Thesalloniki. (Dorina) Otan mathenes ti glosa. Ti ginete?
Grapse moy nea soy. Eida oti egines diasimos apo ta liga portoygezika poy katalaveno. An den eisai toso Poliasholos Pes moy to E-mail soy na ta poyme. Se pethimisa. To diko moy e-mail einai
25510@maibox.gr kai 5557@mail.gr
Eho Polla nea na soy Po
Den katalava kala pos mporo na epikinoniso me sena