sexta-feira, 20 de maio de 2005

Referência de saúde


Udi
Originally uploaded by Jota Ninos.

O jornalista e ex-colega de TV Tapajós, Udirley Andrade (foto descaradamente copiada do blog da Wal), estréia no blog, hoje, com informações sobre a secretaria municipal de saúde, onde atua como assessor de imprensa. Ele informa que:

"A Secretaria Municipal de Saúde de Santarém vai colocar em funcionamento, ainda este mês, o Centro de Referência de Saúde doTrabalhador que vai atender também municípios do oeste do Pará.

Nele, serão prestados diversos serviços com a finalidade principal de prevenir doenças ocupacionais através de várias ações. O atendimento será feito em parceria com o Ministério do Trabalho,Sindicato de trabalhadores, Vigilância Sanitária, Conselho Intersetorial deSaúde do Trabalhador (CIST) e Conselho Municipal de Saúde.

A Secretaria Municipal de Saúde vai estruturar um espaço comequipamentos e profissionais que vão desenvolver as diversas atividades para evitar que as doenças ocupacionais continuem prejudicando trabalhadores. A equipe que vai fazer os atendimentos, que inclusive já está sendo contratada, será composta por enfermeiros, advogados, psicólogos, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta e técnico em acidente de trabalho.

Entre as principais doenças ocupacionais estão: as das vias aéreas, a perda auditiva induzida por ruídos, a lesão por esforço repetitivo, as intoxicações exógenas, e os distúrbios mentais."

Comentário do blog: sugiro ao Udi que, dentro das possibilidades, solicite apoio do secretário para que entre "as diversas ações" seja produzida uma cartilha sobre esse tema, pois a grande dificuldade para o tratamento de algumas das doenças citadas acima é exatamente a falta de esclarecimento do trabalhador comum diante da retórica científica, que afasta qualquer cidadão do conhecimento. Aí, expressões como "intoxicações exógenas" e coisas do tipo, teriam uma nomenclatura mais palatável até para nós jornalistas, que vez por outra "patinamos" nesses tipos de expressões e precisamos até recorrer ao "pai de todos"... Eu ganhei (não me recordo de quem), há alguns anos, um livreto feito para jornalistas que explica algumas coisas sobre o jargão médico, para a gente não se embananar... Coloco à disposição dos colegas que quiserem uma cópia...

Um comentário:

Wal Nascimento disse...

Descarado! Ehehehehehehe...